Arquivo da tag: definitivo

Nos altos e baixos desta roda gigante

roda-gigante

Você está lá no alto, parece que suas mãos podem tocar as nuvens, o céu, o sol, as estrelas, o infinito. Seus pés não tocam o chão, você se sente leve, livre, solto. Sente o vento batendo em seu rosto e um arrepio no olhar. Você se sente invencível. Intocável. Chega até a duvidar por alguns segundos desta sensação de plenitude. Você chegou ao topo, ao auge, tudo parece perfeito. Até que a roda da vida começa a girar e, de repente, você é arremessado contra o chão, em uma velocidade tão grande que é difícil assimilar.

“Percebi ainda outra coisa debaixo do sol: os velozes nem sempre vencem a corrida; os fortes nem sempre triunfam na guerra;
os sábios nem sempre têm comida; os prudentes nem sempre são ricos; os instruídos nem sempre têm prestígio; pois o tempo e o acaso afetam a todos” (Eclesiastes 9:11).

Em segundos, tudo muda, você se sente perdido, sem rumo, sem respostas. Qual é mesmo o caminho? Será que existe caminho? Surge a dor, o medo, a frustração… Parece que uma onda gigante vai te engolir e você vai se afogar e se perder na imensidão do mar. Você não consegue abrir os olhos e nem sabe se ainda está vivo. Mas eu digo que você está e que a tempestade irá passar.

Dê tempo ao tempo. Nada é definitivo a não ser que a sua roda pare de girar. E enquanto você estiver vivo, ela continuará neste ciclo de altos e baixos, intensa e grandiosa. É preciso ter calma, paciência, perseverança, positivismo. Sempre surgem novos ciclos, novos ventos, quem sabe até novas rodas

É preciso se manter forte, íntegro e humilde para aprender tudo que a vida tem a lhe ensinar. E você só consegue dar valor quando está lá em cima, se algum dia já esteve por baixo. Porque todos os vencedores já foram perdedores, e as conquistas só chegam depois das derrotas. Com cada queda você se torna mais sábio e a sabedoria vai diminuindo a dor.

Viver não é fácil. E a vida é para quem luta, persiste e enfrenta. Porque, quando você menos esperar, a sua roda irá girar novamente. E neste exato momento, eu “estou balançando as pernas, esperando pacientemente que ela faça a sua volta”.

“Mas é claro que o sol vai voltar amanhã. Mais uma vez, eu sei. Escuridão já vi pior, de endoidecer gente sã. Espera que o sol já vem (…) Quem acredita sempre alcança” (Renato Russo).

Anúncios
Etiquetado , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: